Neste ano, a Comissão Organizadora da Noite da Medicina associa toda a transversalidade do projeto à CrescerSer.

A CrescerSer, Associação Portuguesa para o Direito dos Menores e da Família, é uma IPSS cujos objetivos são os seguintes:

  • Proceder ao estudo interdisciplinar das questões relativas à protecção jurídica e administrativa dos menores e da família;
  • Promover, dinamizar e organizar serviços comunitários de apoio à criança, ao jovem e à sociedade familiar, sendo o seu âmbito nacional;
  • Dinamizar formação especializada na área da protecção das crianças e jovens em perigo, junto de técnicos que exercem funções quer nas Comissões de Protecção, quer em equipamentos sociais destinados a esta problemática.

Na prossecução dos seus objectivos, a CrescerSer tem, presentemente em funcionamento 7 Centros de Acolhimento Temporários. Estes centros destinam-se a crianças e jovens privados do meio familiar, vítimas de violência ou provenientes de famílias cuja situação exija apoio transitório que permita a estabilização de vida e o futuro encaminhamento adequado das crianças.

Ao longo da preparação da Noite da Medicina, e até à sua data, estão previstas as seguintes iniciativas:

  • Campanha de angariação de bens alimentares e outros materiais que vão de encontro às necessidades da Instituição, no mês de setembro (12 a 26 de setembro de 2017);
  • Churrasco Solidário do Caloiro, no início do ano letivo 2017/2018, revertendo parte dos lucros a favor da CrescerSer (a 21 de setembro de 2017);
  • Atividade dinamizada pelos alunos de 6º ano da FMUL com as crianças da CrescerSer para entrada num espaço com componente lúdico na cidade de Lisboa;

Para além destas iniciativas mais pontuais, parte do valor angariado para a realização do espetáculo será doado à CrescerSer, por acreditarmos que este projeto não deve ter apenas impacto na comunidade académica da FMUL, mas deve ter também um positivo impacto a nível social. Assim, procuramos ir ao encontro dos deveres dos futuros médicos deste país: potenciar a construção de uma sociedade em que as crianças têm um papel central, maximizando todas as suas potencialidades e garantindo que a solidariedade está presente no seio destas mesmas ações.